Visitor:

http://www.clicrbs.com.br/jornais/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&edition=7540&template=&start=1&section=Geral&source=Busca%2Ca1467105.xml&channel=9&id=&titanterior=&content= &menu=23&themeid=&sectionid=&suppid=&fromdate=&todate=&modovisual=

Animais

A vida ap�s o abandono - Cavalo deixado para morrer em avenida se recupera na Zona Norte

CARLOS WAGNER

O cavalo maltratado, desnutrido e abandonado para morrer em 27 de fevereiro no canteiro central da Avenida A. J. Renner, em Porto Alegre, est� a salvo.

Ficaram as cicatrizes das pancadas no lombo e a desconfian�a com os humanos. Tornou-se arredio, dispara quando algu�m se aproxima. Recupera-se no Pradinho do Humait�, onde s�o disputadas corridas de charrete, na zona norte da Capital.

- Parece n�o ser o mesmo bicho. Est� mais gordo, de p�lo lustroso, as feridas cicatrizadas. Mas ficou arisco - comenta o sargento Maur�cio Bernardina, do 1� Batalh�o Ambiental da Brigada Militar.

Quando foi chamado para atender � ocorr�ncia, em fevereiro, o sargento cogitou sacrificar o animal, por miseric�rdia. Os ossos saltavam, os ferimentos sangravam. Mudou de id�ia quando viu o cavalo levantar a cabe�a. Ele estava sendo tratado por pessoas que trabalham no bairro.

O sargento lembrou que, enquanto discutia com autoridades o lugar para onde levaria o animal, ouviu um garoto gritar:

- Este cavalo foi roubado do pai.

O pai do adolescente � Claudemir Machado Dutra, 43 anos, o Claudi�o, que compra e vende cavalos h� mais de tr�s d�cadas no pradinho. Na ocasi�o, ele reconheceu o cavalo, furtado no final de janeiro. Embora o animal n�o tenha marca, Claudi�o o identificou pela pelagem e pelos sinais particulares. Para reav�-lo, assinou um termo se comprometendo com o bem-estar da montaria.

O negociante tratou o cavalo com soro, antibi�ticos e ra��o � base de milho. Claudi�o acredita que o animal estar� recuperado nas pr�ximas duas semanas:

- � cavalo de carro�a. Est� arisco devido ao tratamento que recebeu.

( carlos.wagner@zerohora.com.br  )

Sugest�o do Leitor O tema desta reportagem foi sugerido por Niura Ribeiro, de Porto Alegre. Os leitores podem enviar suas sugest�es por carta (Avenida Ipiranga, 1.075 CEP 90.169-900, Porto Alegre), pelo fax (51) 3218-4799, e-mail (leitor@zerohora.com.br) ou pelos telefones (51) 3218-4333 e (51) 3218-4334, das 9h �s 18h. Devem ser fornecidos nome, profiss�o, endere�o, telefone e n�mero da carteira de identidade.



No Pradinho do Humait�, o cavalo cura suas feridas e engorda, mas se mant�m arredio ao contato com humanos.   Foto(s): Robinson Estr�sulas/ZH
 

Em fevereiro, o sofrimento do cavalo mostrado por ZH gerou revolta em leitores
Foto(s): Em�lio Pedroso, Banco de Dados/ZH - 27/02/2007


Fair Use Notice and Disclaimer
Send questions or comments about this web site to Ann Berlin, annxtberlin@gmail.com