Visitor:
Animal Protection > Worldwide Actions > Brazil
Pro-meat institute's website hacked

03/01/2008

http://www.evana. org/index. php?id=29199& lang=en

Brazil: Pro-meat institute's website hacked

Brazilian Pro-meat institute's website has been hacked by activists who sign on behalf of Animal Liberation Front.

Instituto Pró-Carne (Pro-Meat Institute) is an association of meat producers and traders, devoted to promote the consumption of meat in Brazil. Their slogans are, among others, "Eat Meat. It's Tasty, It's Healthy, It's Natural".

ALF has hacked their website and replaced their pictures by bloody pictures of dying or dead animals, their slogan by "Eat meat: you pay with your health, we keep your money", and their texts with informative ones about the health effects of eating meat, such as impact on cancer....

Source/Quelle: Site do Instituto Pró-Carne sofre invasão de defensores dos animais


Site do Instituto Pró-Carne sofre invasão de defensores dos animais

Publicidade

da Folha Online

O site do Instituto Pró-Carne foi invadido por piratas virtuais supostamente ligados a instituições de defesa dos direitos animais. A página, que tem o objetivo de enaltecer os benefícios do consumo de carne vermelha, ganhou fotos de animais ensanguentados. Até as 20h desta quinta-feira, o site invadido continuava no ar.

Site do Pró-Carne recebeu protesto de defensores dos animais; "recado" dos piratas virtuais remete a reportagens da Folha Online

A ação é assinada pela ALF (Animal Liberation Front) Brasil, grupo internacional que se define como "um dos mais ativos organismos para libertação [de animais] existente". Há também um e-mail na assinatura: lobomau55@riseup.net.

No topo da página, há a seguinte mensagem: "Carne: você paga com a sua saúde e nós ficamos com o seu dinheiro! O nosso lema é: quanto mais alienação, melhor!".

Há também menção sobre os supostos riscos relacionados ao consumo de carne, com links para reportagens publicadas pela Folha Online sobre o risco de câncer no intestino e o câncer pulmonar. E um vídeo do YouTube.

Do lado direito da homepage do site, os piratas virtuais colocaram três fotos com gado sendo morto.

Páginas internas também foram invadidas. Em uma delas, chamada de Pró-Carne Informa, eles publicaram um texto em que usam supostas citações de personalidades como Jean-Jacques Rousseau, Charles Darwin, Leonardo da Vinci e Albert Einstein para condenar o consumo de carne.

Procurado pela Folha Online, o presidente do Pró-Carne, Antenor de Amorim Nogueira, disse não ter sido informado do ataque dos piratas virtuais.

Em sua página na internet --em partes que parecem não ter sido invadidas--, o instituto informa ter sido fundado por pecuaristas em 2005 com o objetivo de "alavancar o consumo interno de carne bovina". Também informa que tem a intenção de "desmistificar a carne vermelha como 'vilã' das carnes, enaltecendo as qualidades nutritivas".

A instituição é responsável por uma campanha publicitária que circulou no metrô de São Paulo há alguns meses, que estimulava o consumo de carne vermelha. O slogan era "Coma Carne. É Saborosa, É Saudável, É Natural".

Fair Use Notice and Disclaimer
Send questions or comments about this web site to Ann Berlin, annxtberlin@gmail.com